Trombose venosa cerebral: sintomas, tratamentos e causas

REVISADO POR
Dr. Andre Felicio
Neurologia - CRM 109665/SP
especialista minha vida

Visão Geral

O que é Trombose venosa cerebral?

A Trombose Venosa Cerebral (TVC) é uma doença rara que acomete as veias cerebrais, diferentemente do Acidente Vascular Cerebral (AVC) que acomete as artérias.

PUBLICIDADE

Normalmente a trombose venosa cerebral ocorre em um contexto no qual existe uma maior chance do sangue coagular. Situações bem conhecidas são:

  • Período imediatamente após o parto
  • Uso de pílulas anticoncepcionais associado a tabagismo
  • Enxaqueca com aura
  • Doenças imunológicas como Lúpus, que aumentam a chance de coagulação sanguínea.

Sintomas

Sintomas de Trombose venosa cerebral

Os sintomas mais comuns de uma Trombose Venosa Cerebral são:

  • Dores de cabeça
  • Convulsões
  • Alterações neurológicas: fraqueza muscular, perda da coordenação e equilíbrio, alterações de fala e visão.

Diagnóstico e Exames

Diagnóstico de Trombose venosa cerebral

O diagnóstico da TVC requer, primeiro, que exista uma suspeita clínica. A partir daí uma série de exames de imagem como tomografia com estudos dos vasos ou ressonância com estudo dos vasos poderão ajudar a esclarecer o quadro.

A coleta de líquido da espinha (líquor) e exames de sangue gerais e específicos ajudarão a encontrar a causa da trombose. Existem, inclusive, uma série de causas genéticas que podemos pesquisar.

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Trombose venosa cerebral

O tratamento da trombose venosa cerebral requer que se trate a causa da trombose e a trombose propriamente dita. Se a paciente, por exemplo, for uma jovem usando pílula e que é tabagista, deveremos orientar na interrupção destes fatores.

O próximo passo será usar um anticoagulante para prevenir novos eventos de trombose e tentar a recanalização do vaso. Normalmente estes anticoagulantes precisam de monitorização constante, através de exames do sangue.

A TVC é uma forma rara de acometimento dos vasos, mas não pode ser esquecida e seu reconhecimento precoce assim como o tratamento da causa de trombofilia pode mudar positivamente o prognóstico do paciente.