Hipotensão: sintomas, tratamentos e causas

Visão Geral

O que é Hipotensão?

Sinônimos: pressão sanguínea baixa

Hipotensão, ou pressão baixa, significa que a sua pressão arterial é mais baixa do que o esperado. Na maioria dos adultos saudáveis, a pressão baixa não causa problemas ou sintomas. Em alguns casos, ela pode até ser normal. Por exemplo, as pessoas que se exercitam regularmente podem ter uma pressão arterial mais baixa do que pessoas que são sedentárias.

PUBLICIDADE

Mas se a pressão arterial cai subitamente ou causa sintomas como tontura e desmaio, pode ser um problema de saúde.

A pressão arterial é uma medida de quão intenso é o fluxo de sangue passando pelas suas artérias. Os valores de referência para pressão arterial são medidos em milímetros de mercúrio (mmHg) e ela é composta de duas medidas: sistólica e diastólica.

  • A pressão sistólica (superior) reflete a maior intensidade do fluxo sanguíneo no momento em que o coração está bombeando sangue
  • A pressão diastólica (inferior) reflete o fluxo de sangue entre os batimentos cardíacos, quando o coração está relaxado e se enchendo de sangue.

Alguém com uma pressão sistólica de 120 e uma pressão diastólica de 80 tem uma pressão arterial de 120/80, ou "12 por 8". A pressão arterial normal é inferior ou igual a 140x90 mmHg.

Não há um número específico que defina a pressão sanguínea baixa. Dessa forma, consideramos hipotensão toda pressão baixa que causa algum tipo de sintoma. Em geral, os sintomas acontecem quando a pressão arterial é inferior a 90/60.

>
Exames para o coração

Tipos

Hipotensão postural ou ortostática

É uma queda súbita da pressão arterial quando a pessoa se levanta de uma posição sentada ou deitada. Normalmente, a gravidade faz com que o sangue se acumule nas pernas quando a pessoa se levanta rapidamente. O corpo compensa isso aumentando sua frequência cardíaca e contraindo os vasos sanguíneos, garantindo sangue suficiente indo para o cérebro.

Em pessoas com hipotensão ortostática, esse mecanismo de compensação falha e a pressão arterial cai, levando a sintomas como tonturas, vertigens, visão turva e até mesmo desmaios.

Hipotensão pós-prandial

Hipotensão pós-prandial é uma queda da pressão arterial após a ingestão de grandes refeições (almoço e jantar). Ela afeta principalmente adultos mais velhos. Assim como a gravidade puxa o sangue para o seu pé, uma grande quantidade de sangue flui para o seu aparelho digestivo depois de uma refeição.

Normalmente, o corpo compensa isso aumentando sua frequência cardíaca e contraindo determinados vasos sanguíneos para ajudar a manter a pressão arterial normal. Mas em algumas pessoas esses mecanismos falham, levando a tonturas, desmaios e quedas.

Hipotensão neural mediada

Esse distúrbio faz com que a pressão arterial a caia após a pessoa ficar de pé por longos períodos. Isso causa sintomas como tonturas, náuseas e desmaios. A hipotensão neural mediada afeta principalmente os jovens, e parece ocorrer devido a uma falha de comunicação entre o coração e o cérebro.

Quando você fica em pé por longos períodos, a pressão arterial cai e se concentra nas pernas. Normalmente o seu cérebro, em seguida, envia uma mensagem para seu corpo fazer os ajustes a fim de normalizar a pressão arterial.

Em pessoas com hipotensão neural mediada, essa mensagem cerebral é equivocada. Quando o cérebro percebe que o coração está bombeando mais rápido, a fim de compensar a pressão baixa, acredita na verdade que a frequência cardíaca está alta demais. Como resultado, o cérebro diminui a frequência cardíaca e reduz a pressão sanguínea ainda mais. Isso faz com que mais sangue se acumule nas pernas e menos sangue para chega ao cérebro, levando a tonturas e desmaios.

Atrofia de múltiplos sistemas

Também chamada de síndrome de Shy-Drager, esta doença rara causa danos progressivos ao sistema nervoso autônomo, responsável por controlar funções involuntárias como pressão arterial, frequência cardíaca, respiração e digestão.

Essa condição pode ser associada com tremores musculares, lentidão de movimento, problemas de coordenação e fala, incontinência urinária e, principalmente, hipotensão ortostática grave em combinação com a pressão arterial muito alta quando deitado.

Causas

Condições médicas

Algumas condições médicas podem causar diminuição da pressão arterial. Essas incluem:

  • Gravidez
  • Problemas do coração, como bradicardia, problemas nas válvulas cardíacas, ataque cardíaco e insuficiência cardíaca
  • Problemas endócrinos, tais como distúrbios da tireoide, insuficiência adrenal (doença de Addison), níveis baixos de açúcar no sangue (hipoglicemia) e, em alguns casos, a diabetes
  • Desidratação
  • Perda grave de sangue
  • Queimadura grave
  • Infecção grave (septicemia)
  • Reações alérgicas graves (anafilaxia)
  • Anemia por falta de vitamina B2 e ácido fólico

Outras causas de pressão baixa incluem:

  • Levantarse depois de passar muito tempo deitado ou sentado
  • Ficar de pé por um longo tempo.

Medicamentos

Alguns medicamentos podem causar diminuição da pressão arterial, incluindo:

  • Diuréticos como furosemida e hidroclorotiazida
  • Bloqueadores alfa, tais como prazosina e labetalol
  • Betabloqueadores como atenolol, propranolol e timolol
  • Drogas para a doença de Parkinson, como pramipexol
  • Certos tipos de antidepressivos (antidepressivos tricíclicos), incluindo doxepin, imipramina, protriptilina e trimipramina
  • Sildenafil ou tadalafil, particularmente em combinação com a nitroglicerina (medicamento para o coração).

Fatores de risco

A pressão baixa pode ocorrer em qualquer pessoa. No entanto, alguns fatores podem aumentar esse risco. Veja:

  • Idade, sendo que quanto mais velho, maiores as chances de hipotensão ortostática, e quanto mais jovem maior o risco de hipotensão neural mediada
  • Uso de algumas medicações, como as citadas no tópico anterior
  • Certas doenças, tais como Parkinson, diabetes e doenças cardiovasculares.

Sintomas

Sintomas de Hipotensão

Muitas pessoas com pressão arterial baixa não têm quaisquer sintomas. Entretanto, os sintomas a serem observados incluem:

  • Tonturas, vertigens ou desmaio
  • Batimento cardíaco rápido ou irregular
  • Náuseas e vômitos
  • Sentir mais sede do que o habitual
  • Visão embaçada
  • Fraqueza
  • Confusão
  • Cansaço
  • Pele fria e pegajosa
  • Respiração ofegante
  • Fezes negras
  • Febre.

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

Em muitos casos, a pressão baixa não é grave. Mesmo tonturas ocasionais ou vertigens pode ser um problema relativamente pequeno – como uma desidratação leve.

Ainda assim, é importante consultar o seu médico se você sentir quaisquer sinais ou sintomas de hipotensão, porque às vezes pode apontar para problemas mais graves. Pode ser útil manter um registro de seus sintomas, quando eles ocorrem e o que você estava fazendo no momento.

Na consulta médica

Especialistas que podem diagnosticar pressão baixa são:

  • Clínico geral
  • Cardiologista

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
  • Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que ele tome com regularidade
  • Se possível, peça para uma pessoa te acompanhar.

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

  • Quando os sintomas começaram?
  • Os sintomas são constantes ou ocasionais?
  • Quão grave são os sintomas?
  • O que, se alguma coisa, parece melhorar os sintomas?
  • O que, se alguma coisa, parece piorar os sintomas?
  • Você foi diagnosticado com quaisquer outras condições de saúde?
  • Quais medicamentos você toma?
  • O que você costuma comer?
  • Quanto exercício você faz por semana?
  • Você tem uma história familiar de doença cardíaca?

Também é importante levar suas dúvidas para a consulta por escrito, começando pela mais importante. Isso garante que você conseguirá respostas para todas as perguntas relevantes antes da consulta acabar. Para hipotensão, algumas perguntas básicas incluem:

  • O que provavelmente causando meus sintomas ou condição?
  • Quais são as outras causas possíveis para os meus sintomas ou condição?
  • Que tipos de testes que eu preciso?
  • Qual é o tratamento mais adequado?
  • Quais os alimentos que devo comer ou evitar?
  • O que é um nível adequado de atividade física para mim?
  • Quantas vezes tenho que monitorar a pressão arterial?
  • Tenho outras condições de saúde. Como posso melhor gerenciá-las?
  • Há uma alternativa genérica para o medicamento que você está prescrevendo?
  • Há algum material impresso que eu possa levar para casa comigo? Quais sites você recomenda visitar?

Não hesite em fazer outras perguntas, caso elas ocorram no momento da consulta.

Diagnóstico de Hipotensão

Para verificar as causas da pressão baixa, o médico ou médica irá perguntar sobre seu histórico de saúde, os sintomas e os medicamentos que toma. Ele ou ela vai fazer um exame físico e pode fazer outros testes. O objetivo dos exames é encontrar a causa subjacente. Isso ajuda a determinar o tratamento adequado e identificar quaisquer problemas de coração, cérebro ou sistema nervoso que estão causando a hipotensão. Para chegar a um diagnóstico, o médico pode recomendar um ou mais dos seguintes testes:

  • Leitura da pressão arterial
  • Eletrocardiograma (ECG)
  • Ecocardiograma
  • Teste de esforço
  • Manobra de Valsalva
  • Teste de inclinação

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Hipotensão

Você provavelmente vai receber tratamento para pressão arterial baixa só se está causando sintomas ou se a sua pressão arterial cai de repente. O tratamento irá depender do tipo de hipotensão e quais são os sintomas. No entanto, de forma geral, o médico ou médica pode recomendar:

  • Adicionar mais sal à dieta
  • Ingerir mais água ou obter fluidos por via intravenosa (IV), se você está muito desidratado
  • Alterar ou interromper medicamentos que baixam a pressão arterial
  • Usar meias de compressão
  • Tomar medicamentos para tratar o problema que está causando a pressão arterial baixa. Por exemplo, você pode precisar de antibióticos para tratar a infecção ou medicamentos para parar o vômito ou diarreia.

Certifique-se de conversar com seu médico ou médica antes de adicionar mais sal à sua dieta ou fazer qualquer alteração em seus medicamentos.

Convivendo (prognóstico)

Convivendo/ Prognóstico

Você pode evitar os sintomas de pressão baixa adotando algumas práticas. Confira:

  • Beba mais água
  • Limite o consumo de bebida alcoólica
  • Siga uma dieta saudável
  • Se o médico ou médica sugere o uso de mais sal, mas você não gosta de muito sal em sua comida, tente usar o molho de soja natural, ou a adição de misturas de sopa secas para molhos e molhos
  • Levante-se devagar e respirando profundamente
  • Se você começa a ter sintomas de pé e não pode se sentar, cruze as coxas em forma tesoura e esprema, ou coloque um pé na de uma cadeira e inclinar-se o mais à frente possível. Estas manobras ajudam o sangue a fluir
  • Faça refeições pequenas e com poucos carboidratos
  • O médico ou médica também pode recomendar o consumo de cafeína (como café ou chá), para aumentar temporariamente a pressão arterial.

Complicações possíveis

Até mesmo as formas moderadas de hipotensão podem causar desmaios e um risco de ferimentos causados por quedas.

No entanto, hipotensão severa pode privar o seu corpo de oxigênio suficiente para realizar suas funções normais, levando a danos ao seu coração e cérebro.

Prevenção

Prevenção

Não é possível prevenir a hipotensão, uma vez que ela é causada por outros problemas de saúde. No entanto, você pode prevenir os sintomas decorrente da pressão baixa com tratamento adequado.

Fontes e referências

  • Revisado por: Dr. Sidney Cunha cardiologista do Hospital do Coração do Brasil, em Brasília.