Gastrite enantematosa: sintomas, tratamentos e causas

Visão Geral

O que é Gastrite enantematosa?

A gastrite enantematosa é caracterizada pela vermelhidão da mucosa do estômago ao exame endoscópico, podendo ser este diagnóstico corroborado pela análise de biópsias evidenciando infiltrado inflamatório. Pode causar sintomas ou ser apenas um achado no exame de endoscopia digestiva alta, sem repercussões clínicas.

PUBLICIDADE

Além de apresentar uma vermelhidão da mucosa, possivelmente, a gastrite enantematosa é acompanhada de edema. Outras formas de gastrite podem exibir erosões na mucosa, adelgaçamento do epitélio do estômago, aumento das pregas gástricas, entre outras.

Tipos

A gastrite enantematosa pode ser difusa ou acometer apenas o corpo ou o antro gástricos, sendo graduada quanto à sua intensidade em leve, moderada e acentuada pelo grau de vermelhidão e pelo número de polimorfonucleares presentes no infiltrado inflamatório.

Causas

A gastrite é causada principalmente pela Helicobacter pylori, bactéria que pode ser transmitida através de:

  • Medicamentos
  • Álcool
  • Certos alimentos e bebidas (café, por exemplo)
  • Drogas
  • Radiação
  • Estresse metabólico (queimaduras e cirurgias de grande porte, por exemplo)
  • Alergias
  • Doenças autoimunes
  • Refluxo biliar.

Fatores de risco

  • Hábitos de higiene ruins (não lavar as mãos de forma correta, por exemplo)
  • Comer alimentos preparados de forma inadequada
  • Infecção pelo Helicobacter pylori
  • Etilismo
  • Tabagismo
  • Uso de certos medicamentos
  • Estresse
  • Doenças crônicas
  • Cirurgias gástricas.

Sintomas

Sintomas de Gastrite enantematosa

A gastrite enantematosa pode ser assintomática. Porém, também pode seguir acompanhada de:

  • Dor abdominal
  • Sensação de queimação
  • Plenitude gástrica (sensação de estômago cheio)
  • Náuseas.

Buscando ajuda médica

Procure um especialista se sentir dores na região da barriga e do abdômen e se apresentar fezes escuras ou sangue no vômito. Na consulta, descreva todos os seus sintomas e aproveite para tirar todas as suas dúvidas.

Diagnóstico e Exames

Diagnóstico de Gastrite enantematosa

O diagnóstico da gastrite enantematosa é feito por endoscopia digestiva alta com a presença de vermelhidão da mucosa gástrica, podendo ser este diagnóstico corroborado por análise de biópsias evidenciando infiltrado inflamatório.

Exames

O exame essencial é o de Endoscopia digestiva alta. Biópsias gástricas também podem auxiliar na avaliação.

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Gastrite enantematosa

No caso de gastrite enantematosa sem sintomas em que não se identifique fatores causais, pode apenas estar indicado seu acompanhamento.

Quando indicado, o tratamento é feito com dieta, correção de hábitos alimentares, medidas para controle do estresse e medicamentos para o estômago. Deve-se dar preferência a alimentos de fácil digestão e ricos em antioxidantes, evitando álcool, cafeína, alimentos cítricos, frituras, embutidos, comidas em conserva e certos condimentos e temperos mais fortes.

Deve-se comer a cada 3 horas. Geralmente são usados medicamentos como os inibidores de bomba de prótons, bloqueadores do receptor H2 e antiácidos. Caso Helicobacter pylori esteja presente, pode estar indicada a sua erradicação com antibióticos.

Convivendo (prognóstico)

Convivendo/ Prognóstico

A maioria das gastrites enantematosas não evoluirá com complicações. No caso da gastrite enantematosa associada à infecção por Helicobacter pylori, deve ser avaliada a indicação de sua erradicação tendo em vista as possíveis complicações relacionadas a esta bactéria.

Complicações possíveis

A maioria das gastrites enantematosas não evoluirá com complicações. É importante a avaliação com um médico para identificar aquelas pessoas que tem uma chance maior de evoluir para formas mais graves de gastrite com riscos maiores de complicação.

Expectativas

Com o tratamento adequado os sintomas devem ser resolvidos e nem sempre é necessária a remissão da alteração endoscópica.

Prevenção

Prevenção

A melhor estratégia para prevenir um novo quadro de gastrite é através de hábitos de higiene, como lavar as mãos frequentemente, alimentação saudável com alimentos preparados de forma adequada e evitando jejum prolongado, cafeína e álcool.

O controle do estresse também é muito importante. Além disso, usar anti-inflamatórios e outros medicamentos apenas quando prescrito por médico, informando prontamente ao prescritor a ocorrência de quaisquer efeitos adversos, como dor abdominal, entre outros sintomas.