Dengue na gravidez pode trazer risco à vida do bebê, mostra pesquisa

Vírus pode dobrar a chance de o feto morrer ainda na barriga

POR REDAÇÃO - PUBLICADO EM 22/09/2017

Um estudo científico mostra que o zika vírus não é mais a única infecção por arbovírus que pode trazer riscos para um bebê na barriga da mãe. De acordo com uma pesquisa feita pela Fiocruz, a dengue também pode ser letal para o feto.

PUBLICIDADE

Segundo a análise, ter dengue durante a gestação praticamente dobra a probabilidade de um bebê falecer ainda na barriga da mãe ou morrer durante o parto. Além disso, a dengue severa também aumentaria em cinco vezes a chance de um natimorto, quando o feto está acima de 500g dentro do útero ou durante o parto.

Para a realização do estudo foi feita uma análise de registros de diferentes sistemas de informações brasileiros, como Sistema de informação de Nascimentos (Sinasc), Sistema de Informação de Mortalidade (SIM) e Sistema Nacional de Agravos de Notificação (Sinan).

Logo, os pesquisadores cruzaram os dados de 162 mil natimortos e 1,5 milhão de bebês nascidos vivos, sendo que, desses, 275 natimortos e 1507 nascidos vivos tinham sido expostos à dengue.

Os mecanismos pelos quais a dengue causaria o nascimento de natimortos é desconhecido, mas os pesquisadores apontam três hipóteses para explicar o fenômeno: os sintomas de dengue afetariam diretamente o feto; a dengue causaria mudanças na placenta; ou o próprio vírus teria um efeito direto no bebê em formação.

Apesar de, desde os anos 1980, o Brasil passar por sistemáticas epidemias de dengue, a doença era considerada letal apenas quando atingia sua forma hemorrágica, que agravava o quadro do infectado podendo levar a morte. No entanto, com a epidemia de anomalias congênitas associadas à zika ocorrida em 2015, a investigação científica se voltou para os efeitos das infecções virais durante a gestação.

Como prevenir a dengue

Evite o acúmulo de água

O mosquito coloca seus ovos em água limpa, mas não necessariamente potável. Por isso é importante jogar fora pneus velhos, virar garrafas com a boca para baixo e, caso o quintal seja propenso à formação de poças, realizar a drenagem do terreno. Também é necessário lavar a vasilha de água do bicho de estimação regularmente e manter fechadas tampas de caixas d'água e cisternas.

Coloque tela nas janelas

Colocar telas em portas e janelas ajuda a proteger sua família contra o mosquito da dengue. O problema é quando o criadouro está localizado dentro da residência. Nesse caso, a estratégia não será bem sucedida. Por isso, não se esqueça de que a eliminação dos focos da doença é a maneira mais eficaz de proteção.

Coloque areia nos vasos de plantas

O uso de pratos nos vasos de plantas pode gerar acúmulo de água. Há três alternativas: eliminar esse prato, lavá-lo regularmente ou colocar areia. A areia conserva a umidade e ao mesmo tempo evita que e o prato se torne um criadouro de mosquitos.

Seja consciente com seu lixo

Não despeje lixo em valas, valetas, margens de córregos e riachos. Assim você garante que eles ficarão desobstruídos, evitando acúmulo e até mesmo enchentes. Em casa, deixe as latas de lixo sempre bem tampadas.

Coloque desinfetante nos ralos

Ralos pequenos de cozinhas e banheiros raramente tornam-se foco de dengue devido ao constante uso de produtos químicos, como xampu, sabão e água sanitária. Entretanto, alguns ralos são rasos e conservam água estagnada em seu interior. Nesse caso, o ideal é que ele seja fechado com uma tela ou que seja higienizado com desinfetante regularmente.

Limpe as calhas

Grandes reservatórios, como caixas d'água, são os criadouros mais produtivos de dengue, mas as larvas do mosquito podem ser encontradas em pequenas quantidades de água também. Para evitar até essas pequenas poças, calhas e canos devem ser checados todos os meses, pois um leve entupimento pode criar reservatórios ideais para o desenvolvimento do Aedes aegypti.

Piscinas e aquários

Piscinas pode se tornar foco de dengue - por isso, a atenção deve ser redobrada com a limpeza em épocas de surto. Já no caso dos aquários, peixes são grandes predadores de formas aquáticas de mosquitos.

Gestantes podem tomar vacina contra a dengue?

Gestantes são contraindicadas a tomar a vacina contra a dengue, por ser uma vacina com vírus atenuados, ou seja, com maior potencial (mesmo que teórico) de causar doenças em pessoas com o sistema imunológico mais deficiente, como o feto.

Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.