Consumo de álcool na gravidez pode fazer mal?

Pesquisadores afirmam que estudos sobre beber durante a gestação não são conclusivos

POR REDAÇÃO - PUBLICADO EM 13/09/2017

Gestantes recebem diversas recomendações, se alimentar bem, dormir direito, evitar certos alimentos e, principalmente, consumo de álcool. No entanto, a comunidade científica parece estar dividida quanto a restrição do consumo de bebidas alcoólicas.

PUBLICIDADE

Calma, isso não quer dizer que é permitido beber durante a gestação. No entanto, um artigo publicado no periódico científico britânico BMJ Journal, afirma ter encontrado um número ?surpreendentemente limitado? de estudos sobre o baixo consumo de álcool durante a gravidez e ?escassez de evidências? sobre possíveis danos fetais.

O estudo em questão fez uma revisão de 26 pesquisas sobre o assunto. E afirma que foram encontradas evidências de que consumir até quatro unidades de álcool por semana pode estar associado a um risco alto de que o bebê venha a nascer prematuramente. Mas os cientistas afirmam que os dados não são conclusivos.

De acordo com o especialista da Faculdade de Medicina Social e Comunitária da Universidade de Bristol, Loubaba Mamluk, os médicos estão surpresos que esse fato tenha sido tão pouco pesquisado pela comunidade médica.

Mamluk afirma que mesmo com a ausência de evidências mais contundentes, a recomendação é a de que as gestantes evitem o consumo de álcool durante a gravidez.

No entanto, os pesquisadores afirmam que gestante que ingeriram pequenas quantidades de álcool durante a gravidez, possivelmente sem orientação, "devem ser alertadas de que as chances de terem causado danos consideráveis ao bebê são muito pequenas".

Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.