Como o diabetes pode prejudicar a saúde bucal

Pacientes com diabetes devem ter cuidados redobrados com os dentes e com as gengivas para prevenir doenças periodontais e outros problemas

POR REDAÇÃO - PUBLICADO EM 30/08/2017

A deficiência na produção do hormônio insulina causada pelo diabetes e o consequente aumento da glicose no sangue nestes casos fazem com que as pessoas que têm a doença sejam mais vulneráveis a problemas bucais.

PUBLICIDADE

E é um caminho de mão dupla: além de estar mais sujeito às consequências das doenças periodontais, o paciente pode ter uma maior dificuldade para controlar seu diabetes caso não trate suas infecções e inflamações bucais.

"As inflamações e infecções crônicas podem levar a uma descompensação do diabetes por causa do aumento da produção endógena de glicose, realizada pelo organismo na tentativa de lutar contra esses males, mas que impede a queda da glicemia", esclarece o endocrinologista Airton Golbert (CRM-RS 6.538), membro da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM).

O cirurgião-dentista Marcelo Accioly Mattos (CRO-RJ 20.201), professor da Faculdade de Odontologia da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, afirma que outros problemas bucais que acometem os pacientes com diabetes são o hálito cetônico, a disfunção das glândulas salivares e a xerostomia (boca seca).

Cuidados com a saúde bucal ajudam a evitar doenças e danos

Todos os problemas apresentados acima são relacionados aos pacientes com diabetes descompensado. De acordo com a Sobrape (Sociedade Brasileira de Periodontologia), 76% daqueles que não fazem um bom controle glicêmico têm doença periodontal em algum grau de desenvolvimento.¹ Por outro lado, pessoas com diabetes controlado apresentam condições semelhantes às de quem não tem a doença.

Ter cuidados especiais com a saúde bucal ajuda muito na qualidade de vida dos pacientes com diabetes. O cirurgião-dentista Marcelo Mattos e o endocrinologista Airton Golbert ensinam a rotina necessária neste caso.

Escolha a escova de dentes adequada

Por terem as gengivas naturalmente mais sensíveis, as pessoas com diabetes devem sempre usar escovas de dentes macias ou extra macias.

Aprenda as técnicas adequadas de escovação

"Não é a força que limpa os dentes, mas a forma como eles são escovados", diz Marcelo. Ele ensina que a melhor técnica de escovação para o paciente com diabetes é dar uma leve inclinada na escova, para alcançar uma área de contato entre a gengiva e os dentes.

Escove os dentes após cada refeição

A escovação impede o acúmulo de bactérias na cavidade bucal, o que minimiza os riscos de desenvolvimento de gengivite e de periodontite.

Use fio dental

O fio dental ajuda a tirar até os menores restos de alimentos que se alojem entre os dentes, impedindo a formação de colônias de bactérias na região.

Use enxaguante bucal duas vezes ao dia

O melhor enxaguante bucal para quem tem diabetes é com flúor, para enriquecer a limpeza dos dentes, e sem álcool, pois a substância contribui para o surgimento de xerostomia, a boca seca.

Visite o dentista regularmente

Uma vez a cada seis meses, no mínimo, é necessário ir ao dentista para fazer uma limpeza dos dentes e verificar se está tudo sob controle com a saúde da boca.

Faça autoexame da boca

Verifique regularmente se não apareceram lesões na boca e esteja atento diariamente a sangramentos. Estes sinais podem ser sintomas de doenças bucais que precisam de tratamento ainda mais ágil no caso de quem tem diabetes.

Procure ajuda especializada

Se você não se sentir seguro em relação à forma como estiver escovando os dentes ou passando o fio dental, peça ajuda ao seu dentista. Ele é a pessoa que melhor poderá lhe orientar. Tire todas as suas dúvidas durante a consulta. Se for necessário, prepare uma lista com os questionamentos e leve-a com você na consulta.

1 - http://sobrape.org.br/wp/doencas-periodontais/diabetes-e-doenca-periodontal/