Bebês internados em UTI Neo ganham sessões musicais

Trabalho é feito por médica residente que canta e toca para pais e recém-nascidos

POR REDAÇÃO - PUBLICADO EM 11/09/2017

Assim como os outros profissionais de saúde, a médica residente Isadora Pimentel tem grande dedicação em cuidar dos bebês internados na UTI Neo do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu. No entanto, sua atuação no hospital não se limita ao cuidado médico. Ela também toca e canta para pais e bebês para alegrar o ambiente.

PUBLICIDADE

A música sempre foi algo presente e que trouxe benefícios para a vida de Isadora. Essa relação tão próxima com a arte fez com que ela sentisse vontade de trazer o contato com a música para o seu trabalho.

Para isso, ela comprou um instrumento chamado Ukulele, mais conhecido como violão havaiano, e desde então, aprendeu a tocar por conta própria. Isadora diz que escolhe algumas músicas e o som vai saindo. A equipe da unidade ajuda a engrossar o coro na hora de cantar.

Benefícios da música para bebês

Além de trazer alegria e deixar o ambiente mais leve, o contato com a música pode auxiliar no desenvolvimento de bebês prematuros. É o que mostra uma pesquisa da Universidade de Alberta, no Canadá. De acordo com o estudo, as canções auxiliam no aprendizado de ações primárias, como sucção e aliviam a dor, diminuindo a necessidade de intervenções médicas no processo de cura de crianças em UTIs.

Além disso, os médicos perceberam que os bebês que ouviram música tiveram alterações na frequência cardíaca e na saturação de oxigênio dos pacientes. Esses resultados permitiram a interrupção do uso de medicamentos mais fortes durante o tratamento e até a antecipação da alta destes pacientes.