Lifting de glúteos: veja os prós e contras dessa cirurgia plástica

Cirurgia que levanta o bumbum é indicada em casos de ptose e pode ser aliada a lipoaspiração

ARTIGO DE ESPECIALISTA

O que é a lifting de glúteos

Lifting de glúteos é a cirurgia que levanta o bumbum, eliminando a flacidez e excesso de pele da região. Para isso, os tecidos necessitam ser reacomodados aos seus lugares de origem, quando já tiverem sofrido a ação da gravidade e do tempo, associado com a diminuição da atividade do colágeno, que causam a ptose dos tecidos, ou seja, a sobra de pele.

PUBLICIDADE

Outros nomes

Gluteoplastia

Quem é o profissional apto a fazer a lifting de glúteos?

Esta cirurgia deve ser feita por um cirurgião plástico capacitado.


Indicações do lifting de glúteos

O lifting de glúteos é indicado para pessoas com ptose (queda) das nádegas com ou sem perda de volume.

Pré-requisitos para o lifting de glúteos

  • Pacientes submetidos à cirurgia bariátrica ou grande perda de peso devem ter liberação do seu cirurgião geral. De maneira geral, esperamos a perda de 40% do peso para que o procedimento estético-funcional possa ser realizado após 12-18 meses de estabilidade do peso
  • Pacientes não fumantes ou que parem de fumar até um mês antes da cirurgia e em definitivo durante todo o processo de recuperação cirúrgico. O tabagismo aumenta cerca de quatro vezes as chances de ocorrer complicações pós operatória
  • Pacientes que não tenham infecção ou doença dermatológica ativa na área a ser operada
  • Pacientes saudáveis que não tenham contraindicações médicas para serem submetidos a procedimento cirúrgico
  • Pacientes sem dificuldades para cicatrização.

Contraindicações do lifting de glúteos

Pacientes fumantes, com doenças dermatológica ou infecção na região que será operada, que tem doenças sistêmicas que impeçam a cirurgia ou com dificuldades de cicatrização são contraindicados a fazer o lifting de glúteos.

Como é feito o lifting de glúteos

No lifting de glúteos as incisões serão feitas na parte de trás do corpo superiormente ao nível do biquíni. Resseca-se e "puxa-se" para cima o excesso de pele e tecido gorduroso e a cicatriz fica no nível da incisão. Algumas vezes, apenas um implante de glúteo ou lipoenxertia de gordura podem ajudar para "levantar o bumbum". Para melhores resultados, o procedimento de lifting de glúteos pode ser feito em conjunto com uma lipoaspiração, plástica de coxa e abdominoplastia numa cirurgia única chamada de lower body lift. O lifting pode ser feito com anestesia geral ou local com sedação.

Duração de cirurgia

O lifting de glúteos costuma durar de duas a quatro horas.

Pré-operatório do lifting de glúteos

É necessário fazer exames clínicos, cardíacos, radiológicos e laboratoriais atestando boa saúde para a cirurgia de correção de cicatriz.

Pós-operatório do lifting de glúteos

Após o lifting de glúteos é preciso ter repouso relativo nos primeiros cinco a sete dias. É importante o uso de antibióticos, anti-inflamatórios e analgésicos pelo tempo determinado pelo medico. Cinta compressiva por pelo menos 3 semanas. Cuidados com a cicatriz (pomadas e filtro solar).

Com aproximadamente um ou dois meses, o inchaço já melhora bastante e é possível observar o resultado próximo do final.

Possíveis complicações e riscos do lifting de glúteos

Embora raro, após o lifting de glúteos pode ocorrer sangramento, infecção, abertura dos pontos, entre outros. Complicações são mais comuns em tabagistas.

Antes e depois do lifting de glúteos

Com aproximadamente um a dois meses o inchaço já melhora bastante e é possível observar o resultado próximo do final, que é um bumbum com menos flacidez e sem ptose.

Em geral essa cirurgia deixa uma cicatriz pouco visível acima do bumbum, no comprimento necessário para levantar essa pele.

Alie o lifting de glúteos com...

Lipoaspiração Quando há excesso de gordura, apenas reposicionar a pele não trará os efeitos necessários. Nesses casos, a lipoaspiração é o ideal para remover a gordura localizada causadora da flacidez.

Lifting de coxa Muitas vezes a flacidez não estará só presente nas nádegas, como também nas coxas. Nesses casos, esse outro lifting pode trazer melhores resultados.

Atividade física Exercícios que fortaleçam as nádegas e estimulem a musculatura da região ajudam a manter os resultados da cirurgia por mais tempo.

Fontes
Cirurgião Plástico Marcelo Wulkan (CRM: 108732), membro da Socidedade Brasileira de Cirurgia Plastica, International Confederation for Plastic, Reconstructive and Reconstructive Surgery, International Society of Aesthetic Plastic Surgery e American Society of Plastic Surgeons