Lifting facial: cirurgia acaba com flacidez e rugas do rosto

O método deixa uma cicatriz quase imperceptível próximo a orelha e o ideal é que seja feito após os 40 anos

O que é o lifting facial

Lifting facial é a cirurgia plástica da face para rejuvenescer, ou seja, eliminar rugas, flacidez e remover o excesso de pele. A técnica promove um levantamento do rosto, ameniza consideravelmente os vincos e resgata e aprimora os contornos faciais.

PUBLICIDADE

O envelhecimento da face se dá principalmente por perda de gordura, além da flacidez dos tecidos. No caso o lifting facial, ou ritidoplastia, é realizado no terço médio da face para elevar e reposicionar o tecido e a musculatura. É uma das cirurgias plásticas mais realizadas no Brasil.

Lifting é uma palavra derivada do verbo americano lift, que significa levantar, é usada para determinar cirurgias em que os tecidos necessitam ser reacomodados aos seus lugares de origem, no caso do lifting facial isso é feito no rosto. No Brasil, o lifting facial compreende as seguintes áreas: pálpebras, pescoço, mandíbula e área frontal (região T, que inclui nariz e testa).

Tipos

Minilifting Este é um termo utilizado para a cirurgia de face que está associada a cicatrizes menores que as clássicas. Na verdade, essa cirurgia é a mesma que o lifting facial, porém maquiado com um termo novo que promete menor descolamento com menores cicatrizes. Entretanto, a essência cirúrgica é a mesma da ritidoplastia clássica.

Lifting temporal Essa cirurgia é designada para o levantamento da região temporal, resultando num melhor posicionamento do supercílio, tornando o olhar mais jovial e descansado. Basicamente, ele levanta a região da cauda da sobrancelha.

Lifting frontal Nesse tipo de cirurgia são tratadas as rugas estabelecidas na região da testa, bem como a musculatura que "gerou" essas rugas, uma vez que nessa região elas são, na maioria das vezes, dinâmicas, isto é causadas pela movimentação muscular da região. É como se fosse uma aplicação de toxina botulínica mais duradoura.

Lifting cervicofacial É a cirurgia que trata a face e o pescoço, conforme uma ritidoplastia clássica. Esse procedimento devolverá os tecidos para sua posição original e tornará a silhueta mais jovial, uma vez que tratará a flacidez e excesso de pele da face e pescoço, bem como tratará a musculatura abaixo dessa pele.

Lifting endoscópico O lifting endoscópio é a cirurgia de face realizada com o auxílio de um sistema óptico que permite a realização de menores incisões, porém sem limitar a extensão do descolamento. Ainda caracteriza-se por uma cirurgia que é possível preservar estruturas nobres, uma vez que está sendo toda feita sob visualização direta, o que não ocorre nas outras modalidades cirúrgicas. Os resultados são os mesmos da Ritiplastia clássica, porém com menor trauma cirúrgico e cicatrizes mais discretas.


Outros nomes

Face lifting, plástica facial, facelift, ritidoplastia e ritidectomia.

Indicações do lifting facial

O lifting facial é indicado para pacientes com envelhecimento facial ou flacidez excessiva no rosto.

Em geral esse envelhecimento é causado pela ação natural do tempo e fatores externos que aceleram o processo, como fotoenvelhecimento provocado pela radiação solar, radicais livres, maus hábitos ou herança genética.

Pessoas com sulcos profundos, flacidez, vincos nasogenianos (bigode chinês), rugas, excesso de flacidez e pele, perda de tônus muscular na face inferior com ausência do contorno da região mandibular são as mais indicadas. Geralmente é aconselhado após os 40 anos.

Quem é o profissional apto a realizar o lifting facial?

O ideal é qualquer cirurgia plástica seja realizada por um cirurgião plástico membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Pré-requisitos para fazer a cirurgia

É importante que o paciente esteja em boas condições de saúde, portanto é feita uma anamnese completa com exames pré-operatórios de rotina, avaliando não só seu estado geral de saúde como também qualquer condição específica de saúde.

Além disso, é importante que o paciente deixe de fumar até um mês antes da operação e durante todo o pós-operatório. O cigarro compromete a cicatrização e ainda pode causar necrose do tecido.

Contraindicações para o lifting facial

Não estar saudável, possuir alguma enfermidade séria pré-existente (cardiopatias, diabetes, etc.) e ter uma idade muito avançada são contraindicações comuns para o lifting facial.

Além disso, o procedimento não é indicado para pessoas muito jovens, que queiram um efeito preventivo, nesses casos o ideal são tratamentos dermatológicos, como o lifting cosmético, peeling e tratamentos a laser.

Por fim, o profissional deve também observar se o paciente apresenta características de dismorfismo, que é a síndrome da distorção da imagem, um transtorno psicológico marcado pela preocupação obsessiva com algum defeito inexistente. É importante que o paciente tenha expectativas reais sobre o resultado do procedimento.

Pré-operatório do lifting facial

No pré-operatório do lifting facial são analisados os aspectos da face do paciente para se chegar a um consenso sobre as possibilidades que podem ser realizadas, muitas vezes com a análise de fotos. Também em alguns casos é aconselhado associar outras cirurgias para se chegar a um resultado mais favorável, como, por exemplo, a blefaroplastia, que retira o excesso de pele das pálpebras inferiores e superiores. Cada caso precisa ser estudado e examinado pelo especialista juntamente com o paciente. A partir de então, o paciente deve passar por uma série de exames (risco cirúrgico, hemograma completo, raio-X, exame de urina, coagulograma) que atestarão se está em condições físicas de fazer o procedimento.

Como é feito o lifting facial

O lifting facial é feito por meio de cortes que permitem com que o profissional tracione a pele, remodelando os tecidos subjacentes abaixo dela, que são posicionados para adicionar volume em áreas depressivas, reposicionando a musculatura do rosto.

A incisão pode ser feita em partes diversas do rosto como na frente ou atrás da orelha e no couro cabeludo na região temporal ou em sua parte inferior. Uma segunda incisão, abaixo do queixo, poderá ser necessária para aperfeiçoar o aspecto de envelhecimento no pescoço. Suturas ou adesivos de pele são utilizados para fechar os cortes. As linhas de incisão do lifting ficam bem escondidas no couro cabeludo e nos contornos naturais do rosto e do ouvido.

O procedimento é feito com anestesia local e sedação, mas alguns casos podem requerer anestesia geral.

Plástica eutrófica
Essa é uma nova modalidade de lifting facial em que a incisão é mínima, restrita ao redor da orelha num raio de quatro centrimetros. A técnica não causa o descolamento da pele, o que mantém os vasos e nervos do rosto intactos e também impede que o resultado final seja um ar plastificado, sem brilho e "marmorizado".

Duração da cirurgia

A cirurgia pode durar entre duas e três horas, principalmente se houverem outros procedimentos conjuntos envolvidos.

Pós-operatório do lifting facial

Normalmente é necessário um dia de internação antes do lifting facial. Após a cirurgia é colocada uma bandagem em volta da face para minimizar o edema (inchaço) e os hematomas, que são comuns neste tipo de cirurgia. A pessoa usa esse curativo por entre um e dois dias, de acordo com a indicação do cirurgião. O local fica inchado e é indicado colocar compressas de gelo. Também são prescritos anestésicos.

Edemas (inchaço), equimoses, certa hipersensibilidade de alguma área, insensibilidade de outra, são comuns a todos os pacientes; evidentemente, alguns pacientes apresentarão estes fenômenos com menor intensidade que outros.

Os três primeiros dias devem ser de relativo repouso, inclusive evitando baixar a cabeça e fazer movimentos bruscos. Mas o paciente pode lavar os cabelos com cuidado no dia seguinte à cirurgia. Depois deste período é indicado a drenagem linfática. Também não se deve fazer nenhum esforço físico por duas semanas e evitar exercícios intensos por quatro semanas. Os brincos estão proibidos por um mês. Evite o sol direto por três meses e sempre use filtro solar com fator de proteção solar maior ou igual a 30. O paciente também deve evitar deitar sob a cirurgia. Precisa ter boa alimentação para ajudar o processo de cicatrização.

Possíveis complicações do lifting facial

Hematomas e inchaço são as complicações mais frequentes, mas geralmente não comprometem o resultado do lifting facial.

Entre as complicações mais raras, porém possíveis em qualquer cirurgia plástica, estão o rompimento das suturas, dormência ou demais alterações de sensibilidade da pele, necrose da pele ou do tecido adiposo, má cicatrização, despigmentação da pele, acúmulo de líquido (seroma), riscos anestésicos entre outros.

Antes e depois do lifting facial

Após o lifting facial o resultado esperado é uma aparência mais jovem e suave sob os efeitos do tempo, com menos flacidez e redução das rugas. A técnica atualmente empregada na cirurgia plástica traz um aspecto natural e harmonioso, bem diferente das técnicas utilizadas antigamente que deixavam muitas vezes a fisionomia artificial. Os resultados começam a ser percebidos a partir da segunda a terceira semana.

Atualmente a maior parte das cirurgias de lifting facial são realizadas com um pequeno corte na frente da orelha e se trabalha por dentro da musculatura. Por isso, a cicatriz pós-cirurgia segue somente a linha auricular, ficando muito mais natural. Mas também existem técnicas do lifting facial que empregam a cicatriz entendida (na frente e atrás no couro cabeludo), que também é discreta.

Fontes
Cirurgião plástico André Eyler (CRM-RJ: 667.862), membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e Sociedade Americana de Cirurgia Plástica
Cirurgião plástico Edmar da Fontoura Lopes (CRM 229.730), membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, do Colégio Brasileiro de Cirurgiões e da International Society of Aesthetic Plastic
Cirurgião Plástico Marcelo Daher (CRM-RJ 195.937), membro da Internacional Society of Aesthetic Plastic Surgery (ISAPS), membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) e do Colégio Brasileiro de Cirurgiões (CBC)