Eletrolipólise: prós e contras do tratamento para gordura localizada

A técnica utiliza corrente elétrica de baixa frequência para estimular a quebra das células de gordura

O que é eletrolipólise

A eletrolipólise é um tratamento que usa corrente elétrica bidirecional de baixa frequência para reduzir a gordura localizada. A eletricidade é usada para estimular a lipólise, processo de quebra de gordura, provoca mudanças fisiológicas nas células adiposas e aumentando seu metabolismo, acelerando o gasto calórico. Ela também incrementa o fluxo sanguíneo, melhorando a circulação no local.

PUBLICIDADE

Outros nomes

Eletrolipoforese

Indicações da eletrolipólise

A eletrolipólise é um tratamento indicado para gordura localizada, pois atua quebrando as células lipídicas. Dessa forma, ele ajuda também a reduzir medidas. Por melhorar a circulação no local, também age de forma semelhante a drenagem linfática, ajudando também no tratamento da celulite. Ela pode ser feita nas coxas, glúteos e abdômen.


Como é feita a eletrolipólise

A aplicação da eletrolipólise pode ser administrada de duas formas. Uma das técnicas é feita com agulhas, que são introduzidas embaixo da pele, conduzindo a eletricidade diretamente para o tecido adiposo, dessa forma ela atua de forma mais significativa na redução de medidas. Já o método sem agulhas utiliza eletrodos de silicone, um condutor de baixa resistência, que posicionados na região do corpo que será trabalhada e presos com uma cinta elástica.

A corrente utilizada tem frequência por volta de 25hz, podendo variar de acordo com a sensibilidade do paciente. O tratamento não é doloroso, mas normalmente provoca uma sensação de formigamento.

Sessões

Dependendo do método utilizado na aplicação, a duração da sessão pode variar de 30 a 50 minutos. A periodicidade das sessões também muda conforme o tipo de tratamento: a aplicação com agulhas pode ser feita apenas uma vez por semana, enquanto a eletrolipólise com eletrodos é liberada até duas vezes na semana. Em geral, são recomendadas no mínimo 10 sessões para ter bons resultados, mas isso varia de acordo com a quantidade de gordura localizada que o paciente apresenta. Após o tratamento, pode ser importante fazer manutenção dos resultados uma vez por mês, conforme a orientação do especialista.

Profissionais que podem fazer

O tratamento pode ser feito por profissionais da área da saúde, como médicos, fisioterapeutas dermatofuncionais e esteticistas.

Cuidados antes eletrolipólise

Não há cuidados específicos que o paciente deve fazer antes da sessão, apenas garantir que a pele esteja íntegra, ou seja, sem machucados e não utilizar nenhum creme.

Cuidados após eletrolipólise

Independentemente do método utilizado na aplicação da eletrolipoforese (método com agulhas ou método sem agulhas), é recomendado que a paciente evite a exposição ao sol, devido á sensibelização causada pela aplicação.

Contraindicações

A eletrolipólise é contraindica para pessoas com transtornos cardíacos, pois podem apresentar reações adversas, e portadores de marca-passo, já que a corrente pode prejudicar seu funcionamento. Além disso, insuficiência renal, patologias circulatórias como flebites, embolias, varizes, processos infecciosos e inflamatórios, neoplasias são contraindicados sob o risco de piora do quadro clínico.

Grávida pode fazer?

Gestantes são contraindicadas a qualquer tratamento que utilize corrente elétrica.

Antes e depois da eletrolipólise

Por promover um aumento no metabolismo celular e melhorar a circulação sanguínea e gasto calórico das células de gordura, após as sessões o paciente pode sentir melhora na celulite e no contorno corporal. Em geral, os resultados são mais significativos quando a terapia é feita com agulhas.

Alie a eletrolipólise com...

Alimentação equilibrada De nada adianta conseguir tantos resultados para gordura localizada e celulite por meio da e ainda assim ter uma alimentação inadequada, que propicia a volta desses problemas. Moderar o consumo de frituras, açúcar, carboidratos simples e gorduras saturadas é essencial para manutenção dos resultados do tratamento.

Drenagem linfática Ao promover o aumento do fluxo linfático, a drenagem auxilia na redução de medidas. Por isso mesmo, sessões mensais ajudam a melhorar e manter os resultados da eletrolipólise.

Fontes
Dermatologista Helena Costa (CRM-RJ 5281778-3), membro da Sociedade Brasileira de Laser em Medicina e Cirurgia
Esteticista Gabriela Lacerda, da clínica Essendi, Rio de Janeiro