Braquioplastia: conheça os prós e contras da cirurgia que tira a flacidez dos braços

O lifting de braço é indicado para a flacidez da pele na região do "músculo do tchau"

O que é a braquioplastia

É cirurgia plástica indicada para tratar o excesso de gordura localizada, flacidez ou pele da região do braço, principalmente na região do tríceps, também conhecido como "músculo do tchau". Pode ser feita com ou sem lipoaspiração da região.

PUBLICIDADE

Outros nomes

Lifting de braço, dermolipectomia braquial

Indicações da braquioplastia

A braquioplastia normalmente é indicada para quem possui uma flacidez severa e excesso de pele e gordura nos braços. Em geral, isso ocorre em pessoas que perderam muito peso (como após uma cirurgia bariátrica ou reeducação alimentar) ou quem tem predisposição genética para flacidez, principalmente após o envelhecimento.


Em geral é preciso que a flacidez incomode muito, visto que a cirurgia deixa uma cicatriz grande.

Quem é o profissional apto a realizar a braquioplastia?

A braquioplastia deve ser feita com um cirurgião plástico membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Pré-requisitos para fazer a cirurgia

Para fazer a braquioplastia é importante estar em boas condições de saúde e apresentar as indicações necessárias para a intervenção.

Contraindicações para a braquioplastia

Estar muito acima do peso ou não estar em boas condições clínicas, como com infecção vigente, problema de coagulação, doença em algum órgão importante ou ter risco cirúrgico alto, conforme a presença e condições de doenças crônicas como hipertensão, diabetes, entre outras...

Pré-operatório da braquioplastia

Para verificar se o paciente está em condições para realização da cirurgia, são realizados exames pré-operatórios, dentre os quais encontramos hemograma completo, risco cirúrgico, coagulograma e exame de urina, entre outros, conforme a anamnese feita na primeira consulta.

Como é feita braquioplastia

A braquioplastia em si envolve o reposicionamento da pele no braço e a retirada de seu excesso, para eliminar a flacidez do local. Quando há presença também de gordura localizada, a lipoaspiração pode ser feita em conjunto. A incisão é realizada na região axilar e estendida para a face interna dos braços. Caso a flacidez seja bem pouca, a cicatriz, porém, pode se localizar apenas na axila, mas quando ela é excessiva, a marca se estende também pelo braço, podendo chegar até logo antes do cotovelo. No transcorrer do ato operatório, é ressecado o excesso de pele e ressuturado os retalhos remanescentes, devolvendo aos braços um contorno mais adequado, sem aquele "babadinho" indesejado.

O procedimento pode ser feito com anestesia local e sedação ou anestesia geral, principalmente quando ela é associada a outras plásticas, como abdominoplastia ou mamoplastia.

Duração da cirurgia

Quando é feito somente o lifting da pele, a cirurgia pode demorar duas horas. Caso seja associada à lipoaspiração, demorará até três horas.

Pós-operatório

A internação normalmente dura um dia, mas é indicada uma semana de repouso. Muitos cuidados são necessários no pós operatório: o paciente deve ficar sem levantar os braços por 21 dias. A drenagem linfática também é indicada para a redução do edema. É preciso usar malha elástica compressiva na região durante 1mês, não fazer movimentos bruscos com os braços, evitar pegar peso e levantar os braços nas primeiras semanas.

Exercícios físicos em geral devem ser evitados por 21 dias, e exercícios específicos para o braço só podem ser feitos após dois meses, em geral. Também é preciso proteger bem a cicatriz dos raios solares, para evitar que ela escureça.

Possíveis complicações da braquioplastia

As complicações da braquioplastia são os riscos inerentes a qualquer intervenção cirúrgica. Podem surgir são hematomas, infecção, depressões e irregularidades na pele, alterações nas cicatrizes.

Antes e depois da braquioplastia

O resultado dessa cirurgia é um contorno corporal mais bonito nessa região do corpo, com menor flacidez e aspecto de pele mais firme.

Um problema comum dessa cirurgia são suas cicatrizes, que ocorrem devido a espessura da pele dos braços, que são muito finas, e por serem parte do corpo que são muito movimentadas. Sua extensão dependerá do grau de flacidez ou pele em excesso do paciente. Normalmente as cicatrizes ficam localizadas na axila ou ainda se estendem para a parte interna do braço.

Um dos fatores que podem tornar essa cicatriz menos estética é seu escurecimento, que pode ser evitado com a não exposição da região à radiação solar enquanto não tiver findado o processo de regeneração, isso pode ser feito cobrindo os braços ou usando protetores solares. Evitar mexer muitos os braços no pós-operatório ou forçar a cicatriz também ajuda.

Após a cicatrização completa do local existem tratamentos estéticos, tais como, laser e peelings, que amenizam o aspecto da cicatriz. Cicatrizes hipertróficas e quelóides podem acontecer, mas não se pode prever o seu surgimento.

Fontes
Revisado pelo cirurgião plástico e cosmiatra Márcio Castan (CRM-RS 27.261), membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP)
Cirurgião plástico André Eyler (CRM-RJ: 667.862), membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e Sociedade Americana de Cirurgia Plástica
Cirurgião plástico André Colaneri (CRM-SP 87.886), membro pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e responsável pelo serviço de Cirurgia Plástica e Estética da Clínica Colaneri