Vinhoterapia: conheça os pós e contras do tratamento para envelhecimento da pele

Este tratamento estético usa o polifenóis da uva para renovar e clarear a pele

ARTIGO DE ESPECIALISTA

O que é vinhoterapia

A vinhoterapia é o tratamento feito com cremes, géis ou líquidos que tem por base compostos da uva e do vinho chamados de polifenóis, promovendo efeitos desintoxicante, clareador, nutritivo, renovador, tonificante e revitalizante. Além dos cremes, é possível o uso de banhos ou imersão com produtos com base de uva, uso de sais e bandagens com vinho.

PUBLICIDADE

Esses compostos da uva e do vinho são antioxidantes e combatem radicais livres, prevenindo também o envelhecimento da pele. Atualmente a vinhoterapia também é usada como tratamento redutor de medidas. Além dos banhos, pode-se optar por aplicar vinho quente com outros ativos sobre o corpo, o que mantém a temperatura através de agente externo, provocando a termogênese (tentativa do organismo de produzir e manter equilíbrio térmico), logo o incentivo da queima de gordura e, por sua vez, a redução de medidas.

Outros nomes

Vinoterapia


Indicações da vinhoterapia

A vinhoterapia pode ser indicada para peles que necessitem de nutrição, renovação, tonificação, desintoxicação, revitalização e para tratamento redutor (perda de medidas). É uma ótima opção de tratamento para prevenção do envelhecimento da pele, auxiliando a retardar esse processo. A vinhoterapia pode ser usada no corpo e no rosto e já há indicação para tratamentos capilares (através de produtos específicos).

Como é feita a vinhoterapia

Existem vários protocolos viáveis a este procedimento. É interessante iniciar com higienização seguida de uma esfoliação para permitir, de forma mais efetiva, a penetração dos ativos que serão introduzidos depois. Para o corpo, após a esfoliação, pode-se utilizar creme ativador, bandagens, banho de imersão, manobras de modelagem ou drenagem ou ainda óleo essencial de semente de uva, entre outros.

Na face é importante que o protocolo inicie com higienização da pele e logo após a esfoliação, dependendo do foco do tratamento, que pode ser individualizado, assim como no corpo. Aplica-se o produto específico (pode ser máscara ou bandagens) para hidratação, revitalização, rejuvenescimento, clareamento ou iluminação.

É importante ressaltar que a vinhoterapia é um tratamento que se dá através de uma sequência de procedimentos que optam pelo mesmo objetivo, acompanhando sempre os mesmos ativos, portanto a ingestão de suco de uva ou vinho também pode ser introduzida no tratamento antes, durante ou depois dos protocolos estabelecidos.

Sessões

Existem protocolos diversos. Eles são livres para cada tratamento e podem ser individualizados. Há quem proponha uma vez por semana ou de 15 em 15 dias. Para tratamento corporal, normalmente redutor, a proposta de dez sessões é ideal e interessante pelo menos uma vez por semana, podendo ser estendida. A hidratação e o relaxamento corporal podem ser estabelecidos de acordo com a procura e necessidade do paciente. Para o tratamento facial, de acordo com a proposta do tratamento e necessidade do indivíduo, podem ser estabelecidas de seis sessões em diante. É importante que a manutenção indicada para uso em casa, bem como orientações sobre alimentação e prática de atividade física, sejam feitas com empenho para que haja sucesso.

Quem são os profissionais para fazer esse tratamento?

O profissional de estética ou fisioterapeuta devidamente habilitados e capacitados.

Cuidados antes da vinhoterapia

Por possuir base mais natural, não há recomendação específica para o pré-tratamento, mas é importante que o paciente esteja ciente do procedimento e de sua manutenção a ser cumprida. Se o paciente estiver usando ácido, é interessante suspender por pelo menos dois dias antes do procedimento.

Cuidados após a vinhoterapia

No pós-tratamento é importante o uso de filtro solar com FSP acima de 30 em caso de tratamento facial específico e a realização de manutenção previamente proposta pelo profissional. No caso de tratamento corporal redutor, a conscientização e realização de todos os quesitos propostos pelo profissional (alimentação adequada, prática de atividade física, uso de cosméticos...) são fatores importantes.

Contraindicações

Embora a base seja natural, é importante observar se há hipersensibilidade a algum composto que será usado. Em caso de tratamento corporal específico, é importante observar se haverá o uso de cosméticos termogênicos ou imersão, pelos efeitos causados (aceleração de metabolismo), sendo contraindicada a realização por pacientes com hipertensão não tratada ou quadro agudo. Áreas com lesões também devem ser evitadas, bem como indivíduos febris (em caso de imersão ou bandagens com vinho quente).

Grávida pode fazer?

Não é interessante, pois não existem estudos específicos sobre os reais efeitos sobre a mulher nesta fase.

Complicações da vinhoterapia

Não existem evidências de complicações, mas é importante observar no pós-procedimento se houver alguma irritação ou sensibilidade aos compostos utilizados.

Antes e depois da vinhoterapia

No tratamento corporal, pode ser observada a redução de medidas e remodelamento corporal ou ainda hidratação e relaxamento, além de maciez e mudança de textura da área, através de protocolo específico. No tratamento facial são notados maciez, brilho, clareamento, mudança de textura, além de refinamento e iluminação da pele. No tratamento capilar, embora pouco abordado, podem ser observados o controle de oleosidade e fortalecimento.

Alie a vinhoterapia com...

A massagem modeladora auxilia no remodelamento e contorno corporal e pode ser uma boa opção, assim como o uso do ultrassom estético combinado à corrente estereodinâmica, visando sempre a atingir a gordura localizada, no caso de tratamento redutor. O ultrassom pode ser realizado em dia diferente da vinhoterapia. No tratamento facial pode ser usada (também em dia diferente) a radiofrequência, que trará estímulo ao colágeno e potencializará os ganhos do tratamento.

Fontes
Fisioterapeuta Taynara Lima, fisioterapeuta dermatofuncional da Slim Clinique no Rio de Janeiro