Mulher descobre câncer de pele após ser alertada pela manicure

"O diagnóstico precoce pode fazer toda a diferença", alertou a profissional.

POR REDAÇÃO - PUBLICADO EM 29/08/2017

"O diagnóstico precoce pode fazer toda a diferença", alertou a profissional.

Quando algo não está certo em nossa saúde, o corpo começa a dar alguns sinais de alerta. Por esse motivo, é preciso estar atento as pequenas mudanças que acontecem. Há duas semanas, a manicure Lisa Harrison Williams compartilhou uma história que está chamando muita atenção nas redes sociais.

PUBLICIDADE

Com o objetivo de conscientizar as pessoas, Lisa relembrou do dia em que uma de suas clientes chegou ao salão com uma linha preta na unha e pediu passar um esmalte com cor escura o suficiente para cobrir a mancha.

Ao perguntar mais a respeito da marca, a cliente contou já ter sido aconselhada em outros salões de beleza e que aquilo poderia ser sinal de falta de cálcio, sangue preso ou mesmo algo hereditário.

"Isso é um melanoma! Eu não queria assustá-la, mas disse que ela precisava consultar um médico imediatamente", comentou Lisa na postagem.

Após alguns dias, a cliente ligou para Lisa e informou que havia recebido o diagnóstico de um melanoma muito agressivo, que já havia se espalhado para seus nódulos linfáticos.

Devido ao acontecimento, a manicure decidiu usar as redes sociais para alertar outras pessoas sobre a importância de prestar atenção em sinais que possam aparecer em suas unhas.

"Por favor, preste atenção às anomalias nas suas unhas! As mudanças estranhas podem não ter nada com que se preocupar. Mas, por vezes, é uma indicação de uma doença muito grave. E por favor, fique de olho nas unhas, dedos dos pés e das mãos. O diagnóstico precoce pode fazer toda a diferença", comunicou.

O que é melanoma?

O melanoma é tumor maligno originário dos melanócitos (células que produzem pigmento) e ocorre em partes como pele, olhos, orelhas, trato gastrointestinal, membranas mucosas e genitais. Um dos tumores mais perigosos, o melanoma tem a capacidade de invadir qualquer órgão, criando metástases, inclusive no cérebro e coração. Portanto, é um câncer com grande letalidade.

Embora o câncer de pele seja o mais frequente no Brasil e corresponda a 25% de todos os tumores malignos registrados no país, o melanoma representa apenas 4% das neoplasias malignas do órgão, apesar de ser o mais grave. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), são estimados mais de 6 mil novos casos de melanoma por ano.

Os primeiros sinais e sintomas de melanoma são frequentemente: mudança em uma mancha ou pinta existente, o desenvolvimento de uma nova mancha ou pinta bem pigmentada ou de aparência incomum em sua pele e outras mudanças suspeitas podem incluir coceira, comichão, sangramento e a não cicatrização da área.