Óleo de copaíba tem ação anti-inflamatória, mas exige cuidados

Estudos iniciais apontam que o óleo pode ser aliado contra o câncer e ajudar no tratamento da tendinite

O óleo de copaíba é um óleo resina extraído da planta Copaífera multijuga. Ele é retirado do tronco desta planta e tem como denominação correta o termo óleo-resina, por ser constituído por ácidos resinosos e compostos voláteis.

PUBLICIDADE

Existem vários tipos de óleo de copaíba, sendo que a diferença entre eles está na concentração de princípios ativos, uma vez que os solos e os teores de umidade em cada lugar que a Copaífera multijuga é plantada é diferente, logo a composição da planta também será. A melhor espécie para o consumo é a Copaífera multijuga.

Nutrientes

O óleo de copaíba conta com boas quantidades de diterpenos, que são substâncias com efeito anti-inflamatório e anti-séptico. Os sesquiterpenos também estão presentes no óleo que possuem os mesmos benefícios dos diterpenos.


Contudo, o óleo de copaíba também conta com grandes quantidades de substâncias tóxicas que prejudicam o organismo.

Benefícios em estudo

Ação anti-inflamatória: O óleo de copaíba possui substâncias com ação anti-inflamatória como os diterpenos e os sesquiterpenos, por isso ele proporciona este benefício.

Aliado do sistema nervoso central: Uma pesquisa da Universidade Federal do Pará realizada com animais constatou que o óleo de copaíba pode ajudar na proteção do sistema nervoso central contra lesões e também a reduzir as inflamações.

Aliado contra o câncer: Uma pesquisa preliminar observou que substâncias sintetizadas no laboratório a partir de componentes isolados do óleo de copaíba e do breu de pinheiro apresentaram resultados importantes contra nove linhagens de câncer e contra a tuberculose, inibindo ou matando células doentes. O estudo foi feito por pesquisadores do Instituto de Química (IQ) e do Centro de Pesquisas Químicas, Biológicas e Agrícolas (CPQBA) da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP).

Bom contra a tendinite: Uma pesquisa realizada pela Universidade Federal do Sergipe observou que o uso do óleo de copaíba faz com que o tratamento da tendinite tenha resultados melhores. A pesquisa contou com cerca de 80 pacientes, dos 20 aos 40 anos, que foram divididos em três grupos de análise: o grupo controle, tratado com aplicação de ultrassom e exercícios, tratamento fisioterápico convencional; o grupo teste 1, tratado com aplicação de ultrassom com o óleo de copaíba e exercícios; e o grupo teste 2, tratado com massagem com óleo de copaíba e exercícios.

Os pesquisadores constataram que o grupo tratado com ultrassom somado ao óleo de copaíba e exercícios apresentou o melhor resultado (grupo teste 1), sugerindo que o óleo de copaíba aperfeiçoava os efeitos do tratamento.

Quantidade recomendada

A orientação é ingerir três gostas de óleo de copaíba diluídas em água. Alguns tratamentos também envolvem aplicar o óleo na pele.

Cuidados ao consumir

Muitos nutricionistas e nutrólogos não orientam o consumo do óleo de copaíba. Isto porque ele pode ser prejudicial para o organismo. Entre seus efeitos colaterais temos alergias e desconfortos gástricos. Além disso, uma pesquisa da Universidade Federal de Goiás observou que o óleo conta com uma série de substâncias tóxicas e ainda pode levar a quebra de cromossomos.