Aroeira pode ajudar no tratamento de infecções nos genitais

Ainda existem poucos estudos sobre os benefícios da aroeira, por isso são necessários cuidados com o consumo

Esclareça suas dúvidas sobre a aroeira  - Foto: Getty Images
Esclareça suas dúvidas sobre a aroeira

Existem muitas espécies de aroeira no Brasil, a mais popular é a Schinus molle, localizada no sul e sudeste do Brasil. A Schinus terebinthifolia, existente em todo o Brasil, é a mais indicada para uso externo.

PUBLICIDADE

As propriedades medicinais da aroeira são pouco validadas cientificamente. A espécie Schinus molle conhecida como aroeira vermelha é a mais indicada, contudo é importante ter certeza de que se trata desta espécie antes do uso.

Nutrientes da aroeira

A aroeira conta com taninos, polifenóis que possuem ação antioxidante leve. A planta também conta com flavonoides que tem forte ação antioxidante e por isso combatem os radicais livres, protegem o cérebro e o sistema cardiovascular e melhoram a circulação sanguínea. Já as saponinas, presentes na aroeira, são substâncias com um efeito anti-inflamatório que contribui para o controle do colesterol, entre ouros benefícios.


Benefícios em estudo da aroeira

Ajuda no tratamento de infecções nos órgãos genitais: A espécie de aroeira Schinus terebinthifolia tem uso tradicional contra infecções nas genitálias devido à sua ação anti-inflamatória e cicatrizante. Neste caso a planta não deve ser ingerida, mas sim utilizada para banhos de assento. Contudo, ainda são necessária mais pesquisas para comprovar este benefício.

Bom contra febres: Tradicionalmente usa-se a aroeira para controle da febre, isto se daria devido a sua ação anti-inflamatória em geral.

Quantidade recomendada

Não há estudos sobre a dose diária segura de aroeira.

Como consumir

A aroeira pode ser ingerida como um chá. Além disso, ela pode ser usada em banhos de assento. A parte consumida da aroeira são as folhas.

Cuidados ao consumir

É preciso cautela ao consumir a aroeira isto porque há possibilidade de problemas alérgicos na pele e mucosas. Por isso, pessoas com predisposição a alergias devem evitar a aroeira. A planta também não é recomendada para pessoas com diarreia.

Efeitos colaterais

A aroeira pode ter efeito purgativo e também laxativo. Além disso, ela pode levar a reações alérgicas na pele ou mucosas.

Riscos do consumo em excesso

A aroeira pode ajudar no tratamento da infecção urinária - Foto: Getty Images
A aroeira pode ajudar no tratamento da infecção urinária

O principal risco é a falta de validação científica e estudos que comprovem que a aroeira pode ser usada com segurança.

Fonte consultada:

Nutricionista e fitoterapeuta Maria Angélica Fiut, membro do Conselho Diretor da Associação Brasileira de Fitoterapia (ABFIT).