Quitosana ajuda no trânsito intestinal e melhora cicatrização

Ela também pode impedir a absorção de gorduras e tem ação antimicrobiana

Saiba tudo sobre a quitosana - Foto: Getty Images
Saiba tudo sobre a quitosana

A quitosana é um polissacarídeo que age como uma fibra. Ela é extraída do exoesqueleto de insetos ou crustáceos. O exoesqueleto é uma camada resistente, que cobre o corpo de animais como: crustáceos, como lagostas, camarões, siris e caranguejos.

PUBLICIDADE

Ela proporciona uma série de benefícios para o organismo, como: melhorar o trânsito intestinal, evitar a absorção de gorduras, melhorar a cicatrização, ter ação analgésica e antimicrobiana e ainda é boa para a pele, ossos e cabelos.

Benefícios da quitosana

Melhora o trânsito intestinal: Por ser uma fibra, a quitosana contribui para o melhor trânsito intestinal, estimulando o crescimento de bactérias benéficas e a frequência de evacuações.


Melhora a cicatrização: A quitosana faz com que o processo de cicatrização de feridas seja mais rápido, pois contribui para uma coagulação sanguínea eficaz.

Tem ação antimicrobiana: Pesquisas apontam que a quitosana tem ação antimicrobiana. Por isso, ela provoca a inibição do crescimento de alguns microrganismo que podem prejudicar a saúde, como E.coli, que é uma das principais causadoras da cistite.

Aliada da pele, unha e cabelos: A quitosana também é importante na área de beleza, sendo benéfica para a pele, unhas e cabelos. Isto porque ela possui uma facilidade de aderência nos cabelos e pele, ajudando na formação de um filme na fibra capilar. Além disso, a quitosana influencia na formação do colágeno, substância que atua no fortalecimento de unhas frágeis, promove maior resistência, espessura, crescimento e brilho dos cabelos e faz com que a pele tenha mais tônus e reduz sua flacidez.

Controla os níveis de colesterol: As fibras da quitosana produzem efeitos físicos no intestino delgado com a formação de géis solúveis que alteram a absorção de colesterol do organismo, auxiliando assim no controle dos níveis séricos de colesterol e reduzindo o risco cardiovascular. Além disso, fermentação das fibras solúveis no intestino grosso gera componentes como ácidos graxos de cadeia curta que poderiam reduzir a síntese de colesterol no fígado.

Proporciona saciedade: Por agir como uma fibra, a quitosana estimula a saciedade, pois refeições ricas em fibras são processadas mais lentamente, retardando o esvaziamento gástrico, promovendo assim a maior e mais prolongada sensação de saciedade, impactando na redução da ingestão alimentar.

A quitosana é obtida a partir do exoesqueleto de insetos ou crustáceos - Foto: Getty Images
A quitosana é obtida a partir do exoesqueleto de insetos ou crustáceos

Evita a absorção de gorduras: Estudos realizados em animais mostraram que a quitosana pode interferir na digestão e absorção de gorduras pelo trato intestinal, facilitando a excreção destas gorduras nas fezes dos animais. Em uma pesquisa com 23 fibras, observou-se que a quitosana absorve pelo menos 6 vezes mais gordura do que qualquer outra fibra testada. De modo que a pesquisa concluiu que a quitosana possui alta capacidade de favorecer a excreção de lipídios nas fezes.

Ação analgésica: É atribuída a quitosana potente ação analgésica tópica. Estudos sugerem que o principal efeito analgésico da quitosana é decorrente da captura de hidrogênios ácidos liberados no local da inflamação pela ionização do grupo aminico a NH3. A quitosana teria também a propriedade de absorver a bradicinina liberada no sítio da inflamação. A propriedade imunomoduladora da quitosana é devido à sua capacidade de ativar quase que exclusivamente o macrófago e explica não somente seu papel na aceleração da cicatrazação de lesões mas também biodegradabilidade desse polímero no organismo.

Aliada dos ossos: A quitosana tem a capacidade de acelerar a formação de osteoblastos para a elaboração dos ossos. Além disso, ela conta com cálcio, mineral essencial para a formação e manutenção dos ossos.

Quantidade recomendada

A orientação é ingerir entre 1 e 3 gramas de quitosana, sendo que a quantidade deve ser determinada pelo nutricionista ou médico nutrólogo.

Como consumir a quitosana

Geralmente a quitosana é consumida na forma de cápsulas. É interessante ingeri-la 30 minutos antes das principais refeições. Para que a quitosana proporcione seus benefícios, especialmente aqueles relacionados à perda de peso, é preciso manter uma alimentação balanceada e beber boas quantidades de água.

Cuidados ao ingerir a quitosana

A quitosana só deve ser ingerida diante de uma real necessidade. Como no caso de pessoas com colesterol elevado ou que estão acima do peso e mesmo assim isto deve ser feito sempre com a orientação de um nutricionista ou médico. Lembrando que a quitosana irá reduzir absorção de gorduras no geral, inclusive as gorduras boas (vindas de azeite de oliva, castanhas, abacate).

Quitosana melhora o trânsito intestinal  - Foto: Getty Images
Quitosana melhora o trânsito intestinal

Pessoas com alergia a frutos do mar não devem ingerir a quitosana. Gestantes e lactantes também devem evitar o consumo da substância.

Interações da quitosana

Por conter cálcio, a quitosana pode interferir em medicamentos que contenham o potássio.

Riscos do consumo em excesso

Ainda não foram observados riscos no consumo em excesso de quitosana.

Fontes consultadas:

Nutricionista Rita Cherutti, consultora da New Millen
Engenheira de alimentos Gerla Castello Branco Chinelate, doutora pela Universidade Federal do Ceará.