Desequilíbrio da flora intestinal afeta digestão e sistema imunológico

Entenda os sintomas de disbiose e como prevenir e tratar o problema

ARTIGO DE ESPECIALISTA

foto especialista
Dr. Roberto Navarro Sousa Nilo Clínico Geral - CRM 78392/SP
especialista minha vida

A ingestão de alimentos refinados, ricos em gordura e açúcar ou então industrializados contribui para uma série de problemas: ganho de peso, resistência baixa, cansaço, pele opaca e um sério desequilíbrio da flora intestinal chamado disbiose. A boa notícia é que a solução pode estar em seu prato! Afinal, diz o ditado popular que você é aquilo que come. 

Uma pesquisa realizada no Reino Unido descobriu que, das doenças detectadas e diagnosticadas a cada ano, ao menos quatro são ocasionadas e relacionadas ao estilo de vida, como sedentarismo, má alimentação, obesidade, tabagismo e alcoolismo. Saber que quase metade das doenças - 45% nos homens e 40% nas mulheres - poderia ser prevenida faz com que alimentos saudáveis como frutas, cereais, peixes e legumes sejam colocados sob a mira do microscópio e estudados atentamente. 

Com isso, diversos estudos descobriram que substâncias encontradas nos vegetais verde-escuros, frutas, verduras, peixes, óleos vegetais e cereais ajudam a prevenir, tratar e evitar o desenvolvimento de certas doenças. No entanto, o organismo deve estar preparado para receber esses nutrientes, e qualquer dificuldade da digestão e absorção destes pode causar sérios prejuízos ao organismo. Entenda melhor como isso pode acontecer:

Como nosso corpo absorve as vitaminas

É no intestino, já no fim da digestão, que é feita a síntese de algumas vitaminas (vitamina K e vitaminas do complexo B), importantíssimas para o bom funcionamento de nosso corpo e para a produção de energia. O intestino possui dez vezes mais bactérias e cem vezes mais material genético do que o número total de células do organismo, com funções de extrema importância. Uma flora intestinal equilibrada é capaz melhorar não só a digestão, como também a regulação do nosso sistema imunológico.

Quando ocorre um desequilíbrio entre as bactérias do intestino, acontece um fenômeno denominado disbiose, que ocorre quando há um predomínio de micro-organismos maléficos sobre os benéficos no órgão. Entre as possíveis causas da disbiose estão uma alimentação desbalanceada e rica em carboidratos refinados, açúcares, gorduras saturadas e baixa ingestão de fibras; ingestão excessiva de agrotóxicos; automedicação e uso elevado de antibióticos, anti-inflamatórios e antiácidos; e uso abusivo do álcool e do cigarro. A disbiose é um problema complexo, com diversas manifestações que precisam ser acompanhadas para não comprometer a qualidade de vida.

A presença de sintomas como indigestão, distensão abdominal, flatulência, obstipação e diarreia, especialmente após as refeições, indicam a necessidade de ficar atento ao equilíbrio da flora intestinal. Um intestino desequilibrado não é capaz de absorver de forma controlada e seletiva medicamentos ou suplementos nutricionais. Por conta disso, é necessário diagnosticar e tratar problemas da flora intestinal adequadamente, para que nosso corpo possa aproveitar os benefícios de uma alimentação repleta de nutrientes.

Como prevenir e tratar a disbiose

Para reestabelecermos a saúde da flora intestinal é preciso promover mudanças reais no estilo de vida, diminuindo os fatores estressantes e incluindo em seu dia a dia uma dieta balanceada, com alimentos que promovem a saúde, como os chamados alimentos funcionais e os probióticos.

O que evitar?

  • Alimentos ricos em gordura
  • Alimentos industrializados
  • Alimentos refinados e ricos em açúcar
  • Uso indiscriminado de alguns medicamentos, como antibióticos e laxantes
  • Álcool
  • Tabagismo

No que investir?

- Legumes, verduras e frutas (frescas e orgânicas)
- Alimentos ricos em frutooligosacárides e inulina, encontrados nas fibras e cereais.
- Probióticos (alimentos enriquecidos com bactérias benéficas à flora intestinal, como iogurtes)
- Atividade física
- Aumento da ingestão de água 

Este conteúdo ajudou você?
Sim Não
;