Comer fora de casa eleva risco de obesidade e hipertensão

Oferta de alimentos gordurosos é maior em restaurantes, diz pesquisa da USP

Um estudo da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (USP) descobriu que pessoas que comem fora de casa com frequência correm mais risco de sofrer com excesso de peso e hipertensão. Os resultados foram publicados em fevereiro no site da universidade.

O estudo se baseou em dados do Inquérito de Saúde de Base Populacional no Município de São Paulo (ISA-Capital), feito entre 2008 e 2009 e financiado pela Secretaria Municipal da Saúde. Foram 834 pessoas entrevistadas, entre adolescentes, adultos e idosos, das quais 32% afirmaram fazer pelo menos uma refeição fora de casa por dia. Dentre esses, 45% declarou fazer os lanches intermediários da manhã ou da tarde em estabelecimentos comerciais; 30% consomem o almoço fora; 15% consomem o café da manhã e 10% consomem o jantar. A média de calorias consumidas fora de casa por refeição foi de 628 Kcal.

Os autores observaram que, quando se come fora de casa, há um consumo maior de gordura - e isso acontece normalmente porque a oferta de gorduras nos restaurantes é maior e as pessoas procuram comer o que não têm tanta oportunidade de comer dentro de casa, como uma variedade maior de carnes e frituras. Esses fatores, afirmam os cientistas, são os maiores responsáveis pelo aumento do risco de obesidade e hipertensão. Outro problema é o descontrole - quem come fora de casa não costuma observar o tamanho das porções, correndo o risco de exagerar.

De acordo com os estudiosos, é perfeitamente possível ter uma alimentação saudável fora de casa. Restaurantes por quilo, por exemplo, geralmente oferecem várias opções de verduras e legumes. Além disso, é necessário pensar bem antes de escolher o lanche, em vez de deixar a falta de tempo falar mais alto e escolher qualquer alimento calórico.

Compare os prós e contras de comer fora ou em casa
Segundo a nutricionista Renata Fidelis, do Spa Sorocaba, comer fora pode tanto deixar a sua refeição mais rica como esconder armadilhas que atrapalham a dieta equilibrada. "Isso também vale para pessoas que almoçam em self service todos os dias repensarem os hábitos e até mesmo considerarem montar uma marmita em casa", diz. Veja as vantagens e desvantagens de comer fora ou em casa e escolha o hábito que mais se encaixa no seu perfil: 

Salada colorida
As chances de a salada ser mais variada em um restaurante são maiores do que em casa, já que nem sempre a pessoa tem disposição ou ingredientes para preparar uma salada mais elaborada. 'A vantagem de comer no restaurante é que, ao variar o tipo e as cores dos legumes e verduras, estamos acrescentando maior quantidade e variedade de vitaminas e minerais", diz a nutricionista Renata. Além de mais atrativo, o prato colorido favorece a mastigação e aumenta a saciedade - ideal para ser consumido antes da refeição principal. 

Este conteúdo ajudou você?
Sim Não
;